Classificação indicativa: Livre

Quais são as perspectivas para o futuro quando pensamos em política e gestão cultural, economia da cultura e política para as artes? Com o objetivo de debater os desafios presentes em nosso segmento a partir do atual cenário de isolamento social, a série Diálogos Itaú Cultural convida dirigentes e agentes de diferentes áreas de expressão e regiões do Brasil para pensar a cultura em nosso país.

Nesta quarta-feira, 8 de julho, às 17h, Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural (IC), conversa com Marcelo Araujo, superintendente-executivo do Instituto Moreira Salles (IMS), e Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar.

Marcelo Araujo é museólogo. Foi diretor do Museu Lasar Segall (1998-2002), da Pinacoteca do Estado de São Paulo (2002-2012), secretário de Estado da Cultura de São Paulo (2012-2016), presidente do Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM/MinC (2016-2018), presidente da Japan House São Paulo (2018-2020) e atualmente dirige o Instituto Moreira Salles (IMS). Graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), com doutorado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Paulo Linhares é doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pós-graduado em Antropologia Social pela Universidade René Descartes – Paris V. Foi secretário da Cultura do Estado do Ceará. Criou o Instituto Dragão do Mar, o Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura, a Bienal do Livro, a Orquestra Eleazar de Carvalho e a Escola de Artes e Ofício Tomas Pompeu Sobrinho. Foi presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas para o Desenvolvimento do Estado do Ceará – INESP/Assembleia Legislativa do Ceará e da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Audiovisual do Brasil. Atualmente, é professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará. 

Confira todos os nossos Diálogos aqui.

Veja também