Ao narrar sua história – ou aspectos dela que se relacionam com temas universais, como a religiosidade, o amor e o medo da morte –, as pessoas que figuram em grande parte dos filmes de Eduardo Coutinho acabaram encontrando maneiras de recriar seu passado, conferindo-lhe novos sentidos.

Neste vídeo, a questão é abordada por cineastas que trabalharam em diferentes produções do diretor:

Beth Formaggini, diretora de produção em Babilônia 2000 (2001), Edifício Master (2002) e Peões (2004).

Cristiana Grumbach, diretora-assistente em Jogo de Cena (2007) e assistente de direção em Santo Forte (1999), Babilônia 2000 (2001), Edifício Master (2002), Peões (2004) e O Fim e o Princípio (2005).

Jacques Cheuiche, diretor de fotografia, tornou-se parceiro frequente de Coutinho a partir de Babilônia 2000 (2001).

Jordana Berg, montadora, tornou-se parceira frequente de Coutinho a partir de Santo Forte (1999).

Valéria Ferro, técnica de som em Santo Forte (1999), Edifício Master (2002), Jogo de Cena (2007) e Moscou (2009).

Eduardo Coutinho é o artista homenageado da 47ª edição do programa Ocupação Itaú Cultural, que desenvolve exposições, produtos e atividades ligadas a nomes fundamentais da arte e da cultura brasileiras.

Saiba mais sobre a Ocupação Eduardo Coutinho.

Créditos:
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Núcleo de Audiovisual e Literatura
Gerência: Claudiney Ferreira
Coordenação: Kety Fernandes Nassar
Pesquisa e produção-executiva da Ocupação Eduardo Coutinho: Ana Paula Fiorotto e Paula Bertola
Produção audiovisual: Paula Bertola
Captação, roteiro e edição: Karina Fogaça
Assistência de câmera: Cassandra Mello (terceirizada)
Som direto: Raquel Vieira (terceirizada)
Núcleo Memória e Pesquisa
Gerência: Tatiana Prado
Coordenação: Eneida Labaki
Pesquisa e produção-executiva da Ocupação Eduardo Coutinho: Fernando Galante
Digitalização de documentos: Fernando Galante e Talita Yokoyama
Núcleo de Comunicação e Relacionamento
Gerência: Ana de Fátima Sousa
Coordenação: Carlos Costa
Entrevistas: Amanda Rigamonti e Thiago Rosenberg

Veja também

Anacronismo em família

A partir de histórias de família, a escritora, jornalista e tradutora Vanessa Barbara fala das profissões que deixaram de existir