Durante o ano de 2017, a Cátedra Olavo Setubal, sob coordenação do titular Ricardo Ohtake em conjunto com o professor Martin Grossmann, ofereceu um curso livre em que se discutiu o papel de algumas instituições artísticas e culturais brasileiras. Das reflexões resultaram quatro artigos, que abordam o Museu da Diversidade Sexual (MDS), o Centro de Referência da Dança de São Paulo (CRDSP), a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (SMC) e Instituto Cultural Israelita Brasileiro (Icib), mais conhecido como Casa do Povo. Confira.

 

“Amor nos tempos de cólera”, por Priscila Machado Nunes

 

“Centro de Referência da Dança de São Paulo: primeiras experiências de uma gestão compartilhada”, por Josie Berezin

 

“Perfil da instituição Casa do Povo”, por Diego de Kerchove

 

“Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo: itinerários institucionais”, por Eduardo Augusto Sena

Veja também

Encontros em setembro da Cátedra Olavo Setubal

Os encontros do curso Relações de Conhecimento entre Arte e Ciência: Gênero, Neocolonialismo e Espaço Sideral, realizado pela Cátedra Olavo Setubal, traz novas discussões para o mês de setembro