Em maio, o diretor Antônio Januzelli abre para o público do Itaú Cultural uma parte do processo de concepção de dois espetáculos.

No dia 25, sábado, ocorre o encontro com a equipe de Vagaluz, trabalho que tem como ponto de partida a fusão entre realidade e imaginação a partir de recortes de lembrança e vida.

No dia seguinte, o público pode acompanhar a elaboração da peça Lélia Abramo, uma Atriz. Aqui, o objetivo é provocar uma reflexão sobre os fundamentos da arte da atuação com base na trajetória da atriz e militante política Lélia Abramo (1911-2004), interpretada por Andréia Barros (foto acima).

Os artistas participam de um bate-papo, nos dois dias, após as atividades.

Abertura de processo: Vagaluz [com interpretação em Libras]
sábado 25 de maio de 2019
às 21h

Abertura de processo: Lélia Abramo, uma Atriz [com interpretação em Libras]
domingo 26 de maio de 2019
às 20h

[duração aproximada: 60 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 70 lugares

FICHA TÉCNICA

Vagaluz
Concepção
Antônio Januzelli, Edgar Campos e Lídia Engelberg
Atuação Edgar Campos e Lídia Engelberg
Direção Antônio Januzelli
Preparação vocal Andrea Kaiser 

Lélia Abramo, uma Atriz
Atuação e dramaturgia
Andréia Barros
Direção e dramaturgia Antônio Januzelli
Orientação vocal Andrea Kaiser
Iluminação Claudio Mendel
Montagem e operação de luz Josivan Costa

Veja também