Classificação indicativa: Livre

Guardiões de um Tesouro Linguístico (Elvis Ferreira de Sá, 2019, 16 minutos)

Sinopse: O Coletivo de Cinema Fulni-ô surgiu em 2010, numa iniciativa da ONG Vídeos nas Aldeias, do diretor e cineasta Vicent Carelli e de professores indígenas Fulni-ô residentes na aldeia. Agitado pela participação pioneira de Elvis Ferreira de Sá, o coletivo iniciou suas atividades com um projeto do Banco do Nordeste, com oficinas de cinema em suas diversas vertentes, o que culminou na produção de Yoonahle, primeiro filme totalmente desenvolvido na aldeia Fulni-ô. Hoje, com quatro filmes já produzidos, o coletivo segue com seus objetivos de registro através dos recursos audiovisuais das vivências históricas e da abordagem da conjectura atual do cotidiano Fulni-ô em sua essência.

[livre para todos os públicos]

A obra faz parte da terceira edição do Festival Arte como Respiro. Confira a programação completa.

Veja também